Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará

Servidores Públicos Estaduais discutem demandas com Secretários do Governo

 

O Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec) participou, na tarde desta terça-feira(19), no prédio da Seplag, da primeira Mesa Estadual de Negociação, após o último processo eleitoral. Há três anos, a Mesa de Negociação com a presença do executivo havia sido suspensa pelo Governador Cid Gomes, ou seja, as demandas discutidas entre trabalhadores e secretários não eram encaminhadas.

Os coordenadores do Fuaspec retomaram a mesa abordando a situação do Grupo Ocupacional de Atividades de Apoio Administrativo e Operacional (ADO) que teve a carga horária ampliada de 30 para 40 horas semanais, mas continua ganhando o mesmo salário; a falta de atendimento no Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (Issec); o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores lotados no Detran, Seduc, Nutec e Funceme entre outros pontos.

Sobre o grupo ADO e demais demandas dos servidores da Educação, a Presidente da Associação dos Servidores da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Asseec) contextualizou a falta de concurso público na área administrativa da Secretaria de Educação e reforçou as dificuldades enfretadas  pelo Grupo Ocupacional de Atividades de Apoio Administrativo e Operacional (ADO). “Além da valorização profissional, estamos preocupados com o serviço prestado à sociedade”, comentou Rita de Cássia, Presidente de Asseec.  

Como primeira resolução da Mesa de Negociação, ficou definido que, no próximo encontro, o Governo trará uma proposta de reestruturação do Issec na tentativa de melhorar os serviços prestados pelo órgão. A intenção é transformar o plano de saúde do Estado num plano com coparticipação, ou seja, que os usuários do plano paguem um percentual sobre valor do serviço utilizado em cada consulta ou exame no intuito de melhorar a qualidade do serviço.

Nesse contexto, a coordenadora geral do Fuaspec, Eliene Uchoa, pontuou que, para a primeira reunião, o encontro foi satisfatório, mas solicitou que houvesse clareza entre os representantes do executivo e legislativo na hora de melhorar o serviço público. “Considero que a Mesa de Negociação Permanente é uma grande conquista dos trabalhadores, pois trata-se de um movimento legítimo que busca alcançar o diálogo com o Governador, pontuando as principais demandas das categorias”, declarou Eliene Uchoa.

Por fim, Ariano Pontes, adjunto da Procuradoria Geral do Estado, marcou para a próxima sexta-feira (22), às 8h, para tratar as pendências jurídicas do Grupo Ocupacional de Atividades de Apoio Administrativo e Operacional. Ainda durante a reunião, a coordenadora Geral do Fórum sugeriu a implatanção das mesas setoriais em todas as categorias, fato já discutido e aceito pelo Governador Camilo Santana.  

Outros Posts

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filiação TV SINDETRAN Assistência Jurídica Últimas Notícias